8 Estratégias de autocuidado emocional: cuide de si mesmo emocionalmente

O autocuidado é uma parte essencial para manter sua saúde geral.

Vivemos em um mundo agitado e exigente que requer muita resiliência para evitar que nos esgotemos.



Viver intencionalmente dentro dessa agitação significa que devemos cuidar das várias partes de nós mesmos que podem afetar negativamente nosso bem-estar geral.



O autocuidado emocional é parte de manter e crescer para ser uma pessoa mais saudável.

O autocuidado emocional cobre uma seção específica desse quadro mais amplo. Abrange a maneira como nos sentimos sobre nós mesmos, a maneira como nos sentimos sobre o mundo e como lidamos com o estresse.



O autocuidado emocional também inclui como interagimos com outras pessoas, que tipo de energia permitimos em nosso espaço e os limites que estabelecemos conosco e com os outros.

O objetivo do autocuidado emocional é garantir que não drenemos nossas reservas emocionais enquanto tentamos acompanhar tudo o que a vida joga em nós.

Isso pode ser um ato de equilíbrio extremo se você for o tipo de pessoa que gasta grande parte de sua energia emocional na vida.



Pais, cuidadores, assistentes sociais, empresários, todos distribuem uma quantidade excepcional de energia emocional.

O autocuidado emocional é melhor praticado regularmente porque evitará que suas reservas caiam muito.

Considere um jarro de água. Se você derramar um único copo de água, é muito mais fácil encher a jarra com apenas um pouco de água.

No entanto, se você esvaziar a jarra derramando em vários copos de água, precisará de muito mais tempo e água para encher a jarra.

Essas estratégias de autocuidado emocional podem ajudá-lo a manter seu jarro cheio para a próxima dose.

1. Aprenda a dizer “não”.

A palavra “não” é uma ferramenta crucial para proteger sua energia emocional e bem-estar.

As pessoas apenas receberão e receberão sem qualquer consideração real ou compreensão de como isso afeta você.

E eles podem nem estar fazendo isso porque são uma pessoa negativa ou querem fazer mal a você.

Eles podem estar perdidos em seus próprios problemas e inconscientes de quanto estão realmente tomando.

Sua capacidade de dizer não o impedirá de se esforçar demais.

Artigo relacionado: Como dizer não às pessoas (e não se sentir mal)

2. Aprenda a definir e impor limites.

Os limites ajudam a cultivar e manter relacionamentos saudáveis.

A verdade é que uma pessoa que se preocupa com o seu bem-estar não vai querer fazer mal a você. Eles não querem tirar muito de você.

O problema é que eles também não podem ler sua mente ou saber quando estão tomando muito, a menos que você possa estabelecer e impor um limite.

As pessoas vão ultrapassar os limites para ver onde está a linha, mas isso não é necessariamente prejudicial à saúde.

Eles podem empurrar porque ainda não descobriram o que é e o que não é aceitável.

o que significa superficial em um relacionamento

Os limites protegem seu bem-estar emocional. Deixe-os claros e cumpra-os.

3. Aceite-se por quem você é.

Há um grande poder em aceitar a si mesmo por quem você é, tanto bom quanto ruim.

E vamos enfrentá-lo, todos nós temos alguns aspectos de nós mesmos que são bons e ruins.

Você pode fazer grandes coisas por outras pessoas, mas tem um temperamento explosivo e pouca paciência para erros.

Ou talvez você tenha boas intenções e tente fazer a coisa certa para os outros, mas você é meio preguiçoso e não quer fazer nada tanto quanto possível.

sinais de um homem emocionalmente imaturo

A chave para consertar esses problemas e não se abater sobre eles é aceitar todos os seus aspectos.

Se você não aceita o que é mau com o que é bom, está criando um turbilhão emocional dentro de você por não viver honestamente consigo mesmo.

Por outro lado, algumas pessoas precisam aprender a aceitar o que é bom com o que é ruim.

Eles não têm problemas em se rebaixar por todas as coisas negativas que percebem ser, mas podem ter dificuldade em aceitar que também podem ser coisas boas.

4. Aprenda a aceitar elogios.

Você se sente estranho quando recebe um elogio?

Você acha que o elogio é injusto ou desnecessário?

Você sente a necessidade de elogiar uma pessoa para dissipar esse constrangimento?

Você não precisa fazer nenhuma dessas coisas.

Aceitando um elogio é aceitar que outra pessoa pensa positivamente sobre algo que você fez.

Tudo o que você realmente precisa fazer é sorrir e dizer: 'Obrigado'.

E adivinha? Quanto mais você fizer isso, menos estranho e desconfortável se sentirá.

Os sentimentos de quem faz o elogio são válidos. Não perturbe seu equilíbrio emocional trabalhando para se convencer de que eles não são.

5. Não se desculpe, a menos que seja sincero.

Pedir desculpas por não ter problemas mina seu senso de identidade e corrói a confiança das outras pessoas em sua palavra.

Se você se desculpar por cada pequeno problema ou coisas das quais não se arrepende, as pessoas ao seu redor não confiarão em sua palavra quando for sério.

Pedir desculpas por coisas que não são suas é aceitar um fardo de responsabilidade que pode não ser seu.

Isso é desperdício de energia emocional valiosa e mais estresse para você lidar.

Artigo relacionado: Não se desculpe! Pare de pedir desculpas + o que dizer em vez disso

6. Esteja disposto a pedir ajuda quando você precisar.

Você se sente frustrado? Sobrecarregado? Não consegue descobrir nada?

Permita-se a graça de estar errado ou peça ajuda de alguém que possa ajudá-lo.

Não há vergonha em procurar ajuda se você está confuso ou não consegue encontrar uma solução para o seu problema.

Você não pode saber tudo. A vida seria tão monótona se todos nós soubéssemos de tudo!

Existem tantas outras pessoas por aí com uma ampla variedade de perspectivas, experiências e conhecimentos que podem ajudá-lo a atingir seus objetivos.

Procure por eles! Isso tornará sua jornada mais fácil.

E muito provavelmente você mesmo poderá ensinar-lhes algumas lições valiosas!

Artigo relacionado: Como pedir ajuda sem se sentir estranho ou pesado

7. Evite julgar a si mesmo por suas emoções.

Mais fácil falar do que fazer!

Como você pode não se julgar pelas emoções que tem?

Como você pode não se sentir culpado, triste ou mal por causa de uma emoção específica?

Uma abordagem simples (mas não fácil!) É sentir a emoção e depois deixá-la ir.

Quanto mais você se detém na emoção, mais oportunidade tem de atribuir a ela outras emoções que não necessariamente pertencem a ela.

Aproveite o tempo para sentir a emoção, realmente considere-a, o que significa para você e por que você está experimentando isso.

E depois de descobrir isso, force a emoção para fora e para longe, envolvendo-se em outras atividades ou pensando em outras coisas.

Não se deixe habitar.

8. Aceite que você é um ser humano imperfeito.

A vida é difícil. Nossos melhores planos podem ser destruídos por circunstâncias imprevistas ou porque cometemos um erro.

Isso faz parte da vida!

Está tudo bem que alguns de seus planos não funcionaram. Está tudo bem que as coisas não saiam totalmente como você imaginou. E também está tudo bem que você tenha falhado, mesmo que tenha tentado ao máximo ter sucesso

diferença entre estar apaixonado e amar

Ou talvez você não tenha tentado o seu melhor e ainda assim falhou. Isso também acontece.

Aceite isso e se esforce para fazer melhor da próxima vez.

O plano não deu certo? Faça um novo plano, tente novamente.

Cada falha é uma oportunidade de aprender coisas novas. Quanto mais você aprende, melhor pode aprimorar e ajustar sua estratégia até que as coisas saiam do jeito que você deseja.

Aceitando essas falhas e sabendo que não é perfeito, você conservará e protegerá sua valiosa energia emocional.

As pessoas regularmente se estressam por causa de suas fraquezas, e isso realmente não é necessário.

Isso não vai mudar o resultado de forma alguma, então deixe pra lá. Esforce-se para aceitar as coisas como elas são enquanto trabalha para atingir seus objetivos.

Você pode gostar: